Quinta-feira, 26 de Fevereiro de 2009

Hubble encontra «monstro magnético»

 

 

Descoberta a peça-chave para entender como um buraco negro afecta tudo que está ao seu redor

Um «monstro magnético» que assombrava astrónomos há anos acaba de ter a sua existência explicada através de imagens do Telescópio Espacial Hubble. O trabalho divulgado resolve o mistério que envolvia os muitos tentáculos coloridos vistos à volta da NGC 1275, uma gigantesca galáxia elíptica relativamente próxima, em termos astronómicos, da nossa Via Láctea, informa a NASA.

Os filamentos coloridos de gás surgem quando a actividade energética perto do buraco negro, localizado no centro galáctico, «sopra» bolhas de material cósmico para a área ao redor da galáxia. Esta é a única manifestação visual que sai de uma complexa relação entre o buraco negro e o gás do aglomerado de galáxias. E uma peça-chave para entender como um buraco negro afecta tudo que está ao seu redor.

As primeiras imagens das faixas de gás que formam os filamentos foram obtidas pela equipa liderada por Andy Fabian, da Universidade de Cambridge, com a ajuda do Hubble. Em apenas uma das imagens é possível verificar que as faixas têm um milhão de vezes mais massa que o Sol e, embora tenham apenas cerca de 200 anos-luz de largura, podem estender-se por até 20 mil anos-luz de comprimento.

Antes das imagens, os cientistas tinham dificuldade de entender como estruturas tão delicadas conseguiam sobreviver num ambiente tão hostil por mais de 100 milhões de anos. O mais lógico seria que as delicadas estruturas tivessem aquecido e evaporado ou então colapsado, transformando-se em estrelas.

Agora, a equipa de Fabian afirma, na edição desta semana da revista científica britânica «Nature», quais são os campos magnéticos que mantêm o gás no lugar e servem como protecção para evitar um colapso.

 

 

in: iol diário


publicado por FQ às 21:28
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Agosto 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
26
27
28

29
30
31


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Descoberto o sistema sola...

. Asteróide pode colidir co...

. Cientistas holandeses cri...

. Satélite Planck envia pri...

. Caminho da espécie humana...

. A Lua e o seu fascínio

. Finalmente, é Primavera n...

. Carregar o telemóvel com ...

. Pelos caminhos da energia...

. Discovery foi lançado

. Goce já está no Espaço

. Ano 2065: um mundo sem ca...

. Maior acelerador de partí...

. Fonte de energia descober...

. Caneta digital converte e...

. 1816, o ano em que não ho...

. Espaço: Um grande olho no...

. Capacete virtual está a c...

. Um PC dentro do seu tecla...

. Novo computador de bordo ...

. Rádios piratas podem colo...

. Futuro da literatura pass...

. Telescópio detecta maior ...

. Asteróide passa perto da ...

. Um cérebro com 300 milhõe...

. Marte: novas evidências d...

. Satélite choca com a Lua

. NASA em busca de vida ext...

. Água terá corrido à super...

. Portugal de olhos postos ...

. NASA volta ao espaço

. Cientista cria automóvel ...

. Milhares de cometas escur...

. Astronomia: «E agora eu s...

. Asteróide pode chocar com...

. Lua nasceu 62 milhões de ...

. NASA: há líquido num lago...

. Nebulosa Helix

. Imagens da Galáxia NGC 15...

. Estrelas em formação

. Imagens retiradas pelo Hu...

. Hubble encontra «monstro ...

. Chuva de detritos espacia...

. Veja o «Olho de Deus»

. NASA escolheu lua Europa ...

. Satélite caiu pelo nariz

. Electricidade sem fios: p...

. Controlar o computador co...

. Uma pastilha para apagar ...

. Origem multicelular de al...

.arquivos

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Maio 2010

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

.tags

. todas as tags

.links

.participar

. participe neste blog

SAPO Blogs

.subscrever feeds