Segunda-feira, 16 de Fevereiro de 2009

Um salto para levantar voo

Investigação. Os pterossauros, que podiam pesar até 230 quilos, usavam as quatro patas para criar o impulso necessário para descolar. Segundo um novo estudo, não precisavam de uma falésia nem de uma colina para começar a voar

Estes lagartos voadores extinguiram-se há 65 milhões de anos

Como é que o pterossauro, que podia pesar 230 quilos, conseguia levantar voo? Até agora, os paleontólogos acreditavam que este lagarto voador funcionava como uma asa delta, necessitando por isso de uma colina inclinada ou de uma falésia para descolar. Mas um novo estudo, publicado na revista alemã Zitteliana, diz que este animal extinto há 65 milhões de anos usava as quatro patas para saltar, antes de começar a bater as asas e a voar.

"Usando as quatro patas, é preciso menos de um segundo para levantar voo do chão plano, sem vento nem falésias. Isso era uma boa coisa para se fazer se vivêssemos no Cretáceo e houvesse vários tiranossauros esfomeados à nossa volta", disse em comunicado o autor do estudo, Michael Habib, da Universidade Johns Hopkins.

Alguns estudos já tinham demonstrado que o pterossauro caminhava nas quatro patas, dobrando as asas e apoiando-se nos "cotovelos". Habib analisou vários fósseis e chegou à conclusão de que este lagarto voador tinha "braços" mais fortes que as "pernas", ao contrário das aves (que usam as patas traseiras para se impulsionarem para o voo). "Todos nós já vimos um pássaro a levantar voo, e isso é-nos familiar. Mas, com os pterossauros, o que é familiar não é relevante", indicou. Estes preferiam saltar como um sapo, apoiando-se nas patas dianteiras, ganhando assim impulso para bater as asas e voar.

A investigação de Habib partiu da análise computacional de imagens de 20 espécies de aves, que permitiram calcular a força dos ossos e compará-la a três espécies de pterossauros. Com cálculos matemáticos, o cientista tentou procurar um modelo que explicasse o voo usando apenas as patas traseiras e não conseguiu encontrar um. Percebendo que este tinha os "braços" mais fortes que as "pernas", concluiu que devia usar as quatro patas.

"A ideia de que os pterossauros estavam dependentes do tempo ou da topografia do terreno para levantar voo e que não eram bons a bater as asas simplesmente não faz sentido. Desde logo porque os fósseis dos maiores pterossauros encontram-se muitas vezes a grande distância das falésias mais próximas", afirmou Mark Witton, paleontólogo da Universidade de Portsmouth, à estação de televisão norte-americana MSNBC.

"Esta estratégia de lançamento pode, em parte, explicar como é que os pterossauros puderam ficar tão estupidamente grandes, enquanto as aves continuaram pequenas", explicou Witton. "Se uma criatura levanta voo como uma ave, deveria apenas crescer até ser tão grande como a maior das aves", lembrou o autor do estudo, Michael Habib, da Universidade Johns Hopkins.

in:DN 08-01-2009


publicado por FQ às 11:21
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Agosto 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
26
27
28

29
30
31


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Descoberto o sistema sola...

. Asteróide pode colidir co...

. Cientistas holandeses cri...

. Satélite Planck envia pri...

. Caminho da espécie humana...

. A Lua e o seu fascínio

. Finalmente, é Primavera n...

. Carregar o telemóvel com ...

. Pelos caminhos da energia...

. Discovery foi lançado

. Goce já está no Espaço

. Ano 2065: um mundo sem ca...

. Maior acelerador de partí...

. Fonte de energia descober...

. Caneta digital converte e...

. 1816, o ano em que não ho...

. Espaço: Um grande olho no...

. Capacete virtual está a c...

. Um PC dentro do seu tecla...

. Novo computador de bordo ...

. Rádios piratas podem colo...

. Futuro da literatura pass...

. Telescópio detecta maior ...

. Asteróide passa perto da ...

. Um cérebro com 300 milhõe...

. Marte: novas evidências d...

. Satélite choca com a Lua

. NASA em busca de vida ext...

. Água terá corrido à super...

. Portugal de olhos postos ...

. NASA volta ao espaço

. Cientista cria automóvel ...

. Milhares de cometas escur...

. Astronomia: «E agora eu s...

. Asteróide pode chocar com...

. Lua nasceu 62 milhões de ...

. NASA: há líquido num lago...

. Nebulosa Helix

. Imagens da Galáxia NGC 15...

. Estrelas em formação

. Imagens retiradas pelo Hu...

. Hubble encontra «monstro ...

. Chuva de detritos espacia...

. Veja o «Olho de Deus»

. NASA escolheu lua Europa ...

. Satélite caiu pelo nariz

. Electricidade sem fios: p...

. Controlar o computador co...

. Uma pastilha para apagar ...

. Origem multicelular de al...

.arquivos

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Maio 2010

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

.tags

. todas as tags

.links

.participar

. participe neste blog

SAPO Blogs

.subscrever feeds