Quarta-feira, 4 de Março de 2009

Telescópio detecta maior explosão de raios gama de sempre

O telescópio espacial Fermi, da NASA, detectou a explosão a 12,2 mil milhões de anos-luz da Terra. 

 

A maior explosão de raios gama de sempre foi descoberta pelo telescópio espacial Fermi, da NASA, e aconteceu a 12,2 mil milhões de anos-luz da Terra, na constelação Carina.

Os cálculos foram feitos por cientistas do Instituto Max Planck, da Alemanha, que concluíram que a intensidade luminosa do acontecimento chegou a equivaler a cinco milhões de vezes a luz visível e os jactos de gás que emitiram os primeiro raios gama deslocaram-se quase à velocidade da luz.

Os mesmos cientistas estimaram também que a explosão foi mais forte do que nove mil supernovas. As supernovas são grandes explosões que ocorrem no final do tempo de vida de uma estrela.

João Lin Yun, do Observatório Astronómico de Lisboa, considera que "este acontecimento extremo é importante em termos quantitativos - na distância e intensidade -, mas a nível qualitativo não apresenta grandes novidades".

E deu-se numa fase inicial do Universo, que tem uma idade de cerca de 13,7 mil milhões de anos-luz. 

O astrónomo português explica que as explosões deste tipo surgem com alguma regularidade no Universo, mas é difícil observá-las porque há poucos telescópios espaciais capazes de detectar o comprimento de onda dos raios gama.

Por outro lado, "as emissões de raios gama duram apenas alguns segundos, o que significa que a sua análise tem de ser muito rápida e restringir-se a energias muito altas, onde as observações não são habituais".

As emissões de raios gama não podem ser detectadas pelos telescópios terrestres por causa do efeito da atmosfera, que as confunde com outros tipos de radiação.

 

in. expresso

20-02


publicado por FQ às 20:58
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Agosto 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
26
27
28

29
30
31


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Descoberto o sistema sola...

. Asteróide pode colidir co...

. Cientistas holandeses cri...

. Satélite Planck envia pri...

. Caminho da espécie humana...

. A Lua e o seu fascínio

. Finalmente, é Primavera n...

. Carregar o telemóvel com ...

. Pelos caminhos da energia...

. Discovery foi lançado

. Goce já está no Espaço

. Ano 2065: um mundo sem ca...

. Maior acelerador de partí...

. Fonte de energia descober...

. Caneta digital converte e...

. 1816, o ano em que não ho...

. Espaço: Um grande olho no...

. Capacete virtual está a c...

. Um PC dentro do seu tecla...

. Novo computador de bordo ...

. Rádios piratas podem colo...

. Futuro da literatura pass...

. Telescópio detecta maior ...

. Asteróide passa perto da ...

. Um cérebro com 300 milhõe...

. Marte: novas evidências d...

. Satélite choca com a Lua

. NASA em busca de vida ext...

. Água terá corrido à super...

. Portugal de olhos postos ...

. NASA volta ao espaço

. Cientista cria automóvel ...

. Milhares de cometas escur...

. Astronomia: «E agora eu s...

. Asteróide pode chocar com...

. Lua nasceu 62 milhões de ...

. NASA: há líquido num lago...

. Nebulosa Helix

. Imagens da Galáxia NGC 15...

. Estrelas em formação

. Imagens retiradas pelo Hu...

. Hubble encontra «monstro ...

. Chuva de detritos espacia...

. Veja o «Olho de Deus»

. NASA escolheu lua Europa ...

. Satélite caiu pelo nariz

. Electricidade sem fios: p...

. Controlar o computador co...

. Uma pastilha para apagar ...

. Origem multicelular de al...

.arquivos

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Maio 2010

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

.tags

. todas as tags

.links

.participar

. participe neste blog

SAPO Blogs

.subscrever feeds